12
jun
12
jun
11
jun
11
jun
11
jun

o bombeiro hidráulico

11 de junho de 2010 - há 7 anos atrás
Por: Alexandre Na categoria:

A CORNA
Ivete quase não dormiu quando o marido saiu de casa. Chorou desde as cinco da tarde ao ler o pequeno bilhete: “Desculpe amor, não quero mais lhe enganar, estou apaixonado por outra mulher, a vida não é justa, você merece toda felicidade do mundo, mas o destino me fez encontrar nova vida. Serei sempre seu amigo. Amarante”.
Há mais de dois anos Ivete sabia do namoro do marido com uma colega de jornal, 30 anos mais nova. A situação ficou insuportável, muita pressão da amante, colega jornalista, promovida agora à concubina de cama e mesa. Ivete estava aceitando ser corneada, dizia ser próprio da mulher, conformada,

11
jun
11
jun